quarta, 23 de novembro de 2022 - 17:46h - 439
Busca Ativa: gestores escolares fazem treinamento para atuar na prevenção ao abandono escolar
Projeto-piloto acontece em 30 escolas da rede estadual e é feito em parceria com o Instituto Sonho Grande. Objeto é evitar que o estudante se desligue da escola fazendo acompanhamento contínuo de sua frequência.
Por: Caroline Mesquita
Foto: Vandy Ribeiro/Seed
Com o projeto, gestores escolares terão diagnóstico da frequência dos estudantes, bem como seus níveis de risco de abandono.

Com o objetivo de evitar que o estudante deixe de frequentar os estudos, a Secretaria de Estado da Educação (Seed), em parceria com o Instituto Sonho Grande, desenvolve em 30 escolas-pilotos da rede estadual o Projeto de Prevenção ao Abandono Escolar.  

Gestores das escolas participantes fizeram nesta terça-feira, 22, no auditório da Seed, um treinamento para conhecer todo o processo do projeto, suas etapas e atores envolvidos. Toda semana será produzido um relatório que dará o diagnóstico da frequência dos estudantes, bem como seus níveis de risco de abandono (alto, médio, baixo, sem dados e sem risco) e quais ações foram feitas pela escola. 

Para que esse relatório seja produzido, todo dia os professores terão que lançar no Sistema Integrado de Gestão da Educação (SigEduc) a frequência dos estudantes na escola. Com essa informação, gestores e técnicos escolares conseguem identificar estudantes em risco de abandono escolar e podem executar ações de prevenção, coletar informações individuais sobre o motivo das faltas e fazer uma intervenção.

O relatório classifica o aluno com base em 10 dias de nível de frequência. Se a cada 10 dias, ele faltou 8, então tem risco alto de abandono. Se possui 4 faltas é médio, 2 faltas é baixo.

Para cada nível é proposto um plano de ação: quem possui nível alto, é necessário acionar a rede de proteção de busca ativa e o Conselho Tutelar, assim como entender o contexto e apoiar o retorno às aulas do aluno. Para quem possui níveis médio e baixo, é recomendado entrar em contato com os familiares e entender os motivos das faltas. 

O coordenador de Educação Básica da Seed, Ryan Muller, considera o projeto essencial para fortalecer o resgate do estudante em situação de abandono escolar.

“Essa visualização semanal da frequência dos estudantes é importante para criarmos um plano de ação aos que estão em risco de abandono. Assim, ainda podemos resgatá-lo, e ter uma compreensão e acolhimento na busca por soluções ao que ele esteja enfrentando”, finalizou.

Escolas-pilotos: Macapá - Rivanda Nazaré, Gabriel Almeida Café, Nancy Nina, Antônio Cordeiro Pontes, Daniel Carvalho, Maria Ivone Menezes, Antônio Ferreira Lima Neto, Nilton Balieiro, Raimunda dos Passos, Maria Carmelita do Carmo, General Azevedo Costa, Raimunda Virgolino, Cecília Pinto, Sebastiana Lenir, Bosque, Carapanatuba, José do Patrocínio, Benigna Moreira, Alexandre Vaz Tavares, Esther Virgolino, Maria cavalcante Azevedo, Tiradentes; Santana - Izanete Santos, Everaldo Vasconcelos, Rodoval Borges, Francisco Walcy Lobato, Augusto Antunes, José Barroso Tostes, Igarapé da Fortaleza, Almirante Barroso, José Barroso Tostes; Laranjal do Jari - Mineko Hayashida, Sonia Henriques Barreto; Oiapoque - Joaquim Nabuco, Joaquim Caetano; Pedra Branca - Maria Helena Cordeiro Pontes.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá