quarta, 14 de junho de 2017 - 13:26h
Gestores de escolas do campo debatem fortalecimento da educação
O encontro busca a melhoria nos índices educacionais dessas instituições de ensino
Por: Thiago Soeiro
Foto: Patrick Trindade

Cerca de 80 gestores estiveram reunidos nesta quarta-feira, 14, no auditório da Escola Estadual Gabriel de Almeida Café, para participar do II Encontro com Gestores das Escolas Estaduais do Campo e debater os “Desafios para o Fortalecimento de uma Educação de Qualidade”. A iniciativa é da Secretaria de Estado da Educação (Seed) e busca proporcionar reflexão sobre as diversidades do campo e suas particularidades.

O Amapá possui 247 escolas em áreas rurais, que atendem cerca de 26.300 alunos, com 2.311 professores atuantes no ensino fundamental, médio e modular. As escolas do campo abrangem as especificidades das comunidades ribeirinhas, quilombolas e indígenas.

A gerente do Núcleo de Educação do Campo (NEC/Seed), Ana Maria Guerra, explicou que este segundo encontro traz respostas para os gestores em relação às demandas observadas no encontro de 2016. “Ano passado fizemos um levantamento sobre as principais dificuldades encontradas nas escolas do campo, e este ano estamos buscando mostrar soluções para estes problemas, pensando principalmente no desenvolvimento do aluno”, afirmou a gerente.

O encontro debate, ainda, assuntos referentes à construção do Projeto Político Pedagógico (PPP) com ênfase na educação do campo, a valorização do profissional na formação inicial e continuada, a aprovação da Resolução do Campo, a formação para gestores e o Programa Dinheiro Direto na Escola - PDDE Interativo.

Para o diretor Renê Marques, gestor da Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, no Igarapé Banho Grande - Comunidade de Santa Maria, em Mazagão - o encontro é também uma troca de experiências entre os técnicos da Seed e os gestores.

“A nossa escola, assim como muitas outras espalhadas pelo Estado, tem suas especificidades locais, e saber como é desenvolvido o trabalho em outras localidades ribeirinhas é sempre muito bom para a melhoria do desenvolvimento do nosso aluno”, ressalta o diretor.

O encontro serviu também para mostrar aos gestores as novidades que o governo busca implantar ainda este ano, como o programa Escola da Terra, que é uma iniciativa do governo Federal, e visa a formação continuada de professores que prestam serviço em escolas do campo, e deve ser implantado no segundo semestre no Amapá.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá